segunda-feira, 29 de maio de 2017

LP321 baú.



Cabine LP321




LP321 no chassi.




LP321 cara chata carroceria de madeira.







Scania LK.


segunda-feira, 22 de maio de 2017

domingo, 21 de maio de 2017

sábado, 6 de maio de 2017

MB LP 321 Cara Chata cor amarela.



FNM com mecânica de Scania, Volvo e MB verdade?

Uma outra história que ouvi sem ser a do Fiat 190 sobre adaptações mecânicas inusitadas seria sobre o FNM no qual colocava-se motor de Scania LK, câmbio da MB 1933 e diferencial do Volvo o mecânico disse que teria na mão um verdadeiro foguete sobre rodas isso a décadas atrás quando nem se pensava em eletrônica nos motores.

Fiat 190 com kit do motor do Iveco.

Alguém saberia me responder se é verdade o que ouvi que poderia pegar um velho e cansado motor de Fiat 190 e na retífica colocar o kit de algum motor moderno da Iveco? Se sim qual seria? Eu gosto e adoro caminhões mas não sou um expert no assunto.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

LPK 321 4x4, pátio de caminhões LP 321 e um caminhão oficina de 1958.




A história da LP321 no Brasil.

Em 1958, a Mercedes-Benz lançava no mercado brasileiro um novo produto. Era o então caminhão LP-321 com capacidade de carga útil para 10 toneladas.
A principal novidade do modelo ficava por conta da reestilização da cabine e a introdução do conceito de cabine avançada no mercado nacional, fato este que assegurou um considerável aumento de 4 toneladas de carga útil em relação ao seu antecessor MB L-312 “Torpedo”.
Além do LP-321, foram lançadas as versões LPK e LPS. Dois anos mais tarde chegava ao mercado novos integrantes da família “CARA-CHATA”.  Era a versão denominada “Tração Total” 4x4 dos caminhões médios 321. (LAP/LAPK/LAPS-321).
Caminhão médio Mercedes-Benz LP-321 “Carro Oficina”.
A plataforma do LP-321 foi utilizada até mesmo pela própria Mercedes-Benz do Brasil, com ostenta a belíssima imagem acima.
O citado modelo era utilizado pela rede de concessionários como “CARRO OFICINA” com a finalidade em oferecer maior comodidade e eficiência nos serviços de reparos e manutenção preventiva. Oferecia aos frotistas da época quase todos os serviços da rede por meio da assistência técnica itinerante.
Um desses modelos, o de Nº 32 era utilizado pelo concessionário Mercedes-Benz CIRASA atual Rodobens de São José do Rio Preto – SP.